Curso Piloto – Avaliação de Imóveis Rurais

Entre os dias 18 e 20 de Março acontece em Belo Horizonte o Curso Piloto do Projeto NAPIER. O curso é voltado exclusivamente para Engenheiros Agrônomos e as inscrições podem ser realizadas abaixo:

Conheça a Ementa do Curso

Avaliação de Imóveis Rurais: treinamento para Engenheiros Agrônomos

1ª Parte –Conceituações e informações diversas sobre o tema proposto2ª Parte – Desenvolvimento de Laudo de Avaliação3ª Parte – Perícias e Peritos sob a ótica do Código de Processo Civil – CPC.

Administração de conteúdos práticos baseados em laudos reais de perícia e avaliação de imóveis rurais, de autoria dos professores dos cursos, adaptados às necessidades técnicas e objetivas, inerentes aos empreendimentos rurais, com base na ABNT/NBR 14653 -1/2001 e ABNT/NBR 14653 – 3/2004, além de material oficial adotado e recomendado pelo IBAPE. 

Apresentar a atuação da SMEA junto aos seus associados profissionais, que na qualidade de entidade integrante do Sistema Confea/Crea e Mútua, estabelece e dá suporte à linhas de colaboração e ações junto à CEAG/Crea Minas, efetivas quanto à proteção da sociedade face os riscos inerentes aos processos e negócios da agricultura.

Desenvolvimento dos Conteúdos

1    Informações gerais

  • Objetivo da avaliação
  • Método adotado na avaliação
  • Pressuposições consideradas na presente avaliação.
  • Reconhecimento das variáveis adotados na avaliação da terra nua através do método comparativo.
  • Critério utilizado na determinação do Fator de Homogeneização
  • Critérios adotados para avaliação das benfeitorias

2    Informações obtidas durante vistoria à região

  • Características da Região

3   Pesquisa e tratamento de informações sobre mercado imobiliário local Elemento pesquisado; Cálculos para determinação do campo de arbítrio

4   Descrição do imóvel avaliando

  • Localização
  • Utilização atual do imóvel
  • Acesso ao imóvel
  • Área do imóvel
  • Classificação das terras por Classes de Capacidade de Uso
  • Croqui de localização das classes de capacidade de uso das terras
  • Benfeitorias existentes
  • Identificação Fotográfica das Benfeitorias Não Produtivas retro mencionadas

5    Determinação do valor do imóvel

  • Determinação do valor da terra nua
  • Demonstrativo do valor das benfeitorias não produtivas

6   Conclusão

7   AnexosCustos de reposição de benfeitorias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *